Um dia de princesa ♥

 

Vestido Kling
Vestido Kling da loja A Show Room

Adoro casamentos!

A Cristina e o Rui casaram. Nós festejámos todos. E eu tive o meu dia de princesa ♡

Continue reading Um dia de princesa ♥

ATITUDE★ESTILO SEM IDADE

Ontem, em Picoas, vi uma jovem linda, elegante com os seus 80 anos! Tinha um turbante roxo, brincos de pérolas, vestido e uns brogues. Pelo braço “trazia” o marido e fez-me pensar: “quero envelhecer assim!”


A beleza e o estilo não tem idade. É tudo uma questão de ATITUDE. São hábitos e gostos que se alimentam. Uma grande salva de palmas para as senhoras que se seguem :)

★VÍDEO★COMO FAZER UMA FITA COM UM LENÇO

O THE BEAUTY AND THE BEST NÃO SE LIMITA A PARTILHAR INSPIRAÇÕES DE MODA E BELEZA. QUEREMOS DAR-VOS CONSELHOS PRÁTICOS, POR ISSO CRIÁMOS TUTORIAIS COMO ESTE. SIGAM TAMBÉM OS VÍDEOS DE MODA E BELEZA NO CANAL THE BEAUTY AND THE BEST.

Andy Warhol registou alguns dos artistas mais emblemáticos da sua época com uma Super8. Eu decidi resgistar este tutorial com o software iSuper8 para iPhone, usando um lenço icónico da marca Pepe Jeans Andy Warhol.

{Gostei tanto do resultado que é bem provável que os próximos vídeos sejam editados no mesmo registo – até me fartar…}

EXPERIMENTEM EM CASA!

★VÍDEO★COMO FAZER UM TURBANTE COM UM LENÇO

O THE BEAUTY AND THE BEST NÃO SE LIMITA A PARTILHAR INSPIRAÇÕES DE MODA E BELEZA. QUEREMOS DAR-VOS CONSELHOS PRÁTICOS, POR ISSO CRIÁMOS TUTORIAIS COMO ESTE. SIGAM TAMBÉM OS VÍDEOS DE MODA E BELEZA NO CANAL THE BEAUTY AND THE BEST.

LENÇO da Coleção Andy Warhol PEPE JEANS | Túnica-vestido da loja DISKRETO
Este é o primeiro vídeo de uma série de cinco. Se gostaste, clica em GOSTO em baixo. Se ADORASTE, segue o meu blog {clica em seguir na caixa de seguidores na barra da direita} e torna-te FÃ da página de facebook {www.facebook.com/TheBeautyAndTheBest}. Se não gostaste, muda de canal 😉

IMANY: Turbantes, Estilo e Amor

Descobri a Imany numa das minhas pesquisas para a rubrica Beauty Tunes e fiquei apaixonada pelo estilo dela! Primeiro, porque ADORO turbantes e, depois, porque esta mulher tem uma pele fantástica e um olhar muito forte. 

{Turbante ASOS}{Urban Safari BENETTON}{Baton Cremoso Rouge ARTISTRY}

Mas uma das suas músicas mais conhecidas da cantora mereceu uma reflexão mais longa do que o seu estilo. A letra diz: “I say please, please, please / And you never change, change, change”. Ora bem, isto tem muito que se lhe diga… Porque raio é que partimos do princípio que temos o direito de mudar quem quer que seja? E porque é que havemos de estar com uma pessoa se no fundo o que queremos ao lado é alguém completamente diferente? Não sei se alguma vez se demoraram a reflectir sobre isto, mas eu debato-me algumas vezes com esta dicotomia. Costuma-se brincar, dizendo que as mulheres começam uma relação à espera que o homem mude e que os homens, pelo contrário, contam que elas nunca mudem (de tamanho de roupa, copa de sountien, humor, etc). Será? Acredito que ninguém muda (ou deve mudar) por quem quer que seja. Podem adaptar-se comportamentos, mudar-se alguns hábitos, amadurecer dentro de uma relação, agora mudar por imposição, não faz sentido, não acham? Se não gostas de nada do que o teu namorado faz, em vez de tentar mudá-lo, muda de namorado! E, depois há o outro lado da moeda: «ah, e tal porque ele mudou, já não é como antes!» Primeiro, queremos mudá-los e depois queixamo-nos pelo facto de mudarem. Em que é que ficamos? Apaixonamo-nos, vemos tudo cor-de-rosa, sonhamos, descobrimos uma pessoa maravilhosa. De repente, a vida acontece, os defeitos que sempre existiram mas que ficavam ofuscados pelo brilho das virtudes saltam à vista. Aquela pessoa maravilhosa deixou de existir? Não. Significa apenas que é humana. E aí temos duas hipóteses: aceitamos os defeitos e tiramos partido das qualidades (é uma questão de pesar na balança)ou partimos para outra. Implorar por uma mudança, não vai resultar, isso é certo. Um dia, um amigo disse-me algumas palavras sábias: «Ninguém muda no conforto!» Na melhor das hipóteses, se queremos uma mudança do outro lado, porque não mudarmos nós de atitude?